Tupi x Cruzeiro: Com golaço de Egídio, Raposa vence e rebaixa Galo Carijó

Veja o conteúdo original na SuperFC Jornal O Tempo

Já que não teve Copa Libertadores no meio de semana, o Cruzeiro foi a Juiz de Fora com seu time principal para pegar o Tupi. E o adversário tornou-se uma presa fácil. Muito superior, a Raposa dominou o Galo Carijó, vencendo por 3 a 0, um gol contra de Aislan e depois um tento de Fred, ambos na primeira etapa, e depois com Egídio, um verdadeiro golaço, aos 38 min do 2ºT. Resultado que significou a 100ª vitória de Mano Menezes pelo Cruzeiro e também sacramentou a queda melancólica do Tupi ao Módulo II do Campeonato Mineiro, um fato que não acontecia desde 2004, quando o time terminou na penúltima posição. 

Os gols

Logo aos 2 min de jogo, uma recuada de cabeça completamente equivocada de Aislan matou o goleiro Ricardo Vilar. A Raposa abria o placar e começava a consolidar o triunfo. 

O segundo da Raposa veio aos 20 min da etapa inicial, com Fred, de pênalti, marcando seu quinto gol no Campeonato Mineiro e igualando-se na artilharia com Ricardo Oliveira e Alerrandro, do Atlético, e Gustavo Henrique, do Boa, ambos com cinco gols. 

O referido golpe de misericórdia aconteceu com Egídio, em uma magistral cobrança de falta, aos 38 min do 2ºT. O caixão do Tupi fechou de vez. 

Atuação do árbitro

O árbitro Jefferson Antônio da Costa teve atuação discreta e não atrapalhou no andamento da partida. A partida também favoreceu, transcorrendo com fluidez e tranquilidade. 

Destaque do jogo

Marquinhos Gabriel entrou em campo próximo ao fim da primeira etapa, substituindo Rafinha, e mostrou muita personalidade no lado esquerdo, mais uma vez. A dobradinha com o Fred mostrou-se afiada, com boas oportunidades criadas na segunda etapa. 

Comportamento da torcida

De campeão do interior no ano passado à uma despedida melancólica do Módulo I. O torcedor do Tupi sofreu com um time bem apático no Mário Helênio neste sábado e que teve em Romarinho talvez o único suspiro de lucidez. Quem comemorou mesmo foi a torcida do Cruzeiro, que pode comemorar mais uma vitória sobre o Tupi no Estadual. 

Polêmica

Um lance que pode gerar algum tipo de controvérsia é pênalti cometido por Guilherme, do Tupi, e depois convertido por Fred. A imagem mostra o toque de mão do atleta dentro da área. Apesar da reclamação dos jogadores do Tupi, o árbitro Jefferson Antônio da Costa não teve dúvidas ao assinalar a infração. 

Próximo adversário

O Cruzeiro encerra sua participação na primeira fase do Campeonato Mineiro na quarta-feira, quando recebe a Caldense, no Mineirão, às 21h30. É a última chance do time assumir a ponta do Estadual. Para tanto,a Raposa depende de tropeços de Atlético e América, que jogam neste domingo e só dependem de uma viória nas últimas rodadas para carimbar as primeiras posições. Já rebaixado, o Tupi se despede do Módulo I visitando a URT, em Poços, também na quarta, às 21h30.