Após acusação de agredir ex-noiva, Chapecoense rescinde com goleiro

Veja o conteúdo original na SuperFC Jornal O Tempo

O goleiro Ivan não faz parte dos planos da Chapecoense. Após ser acusado de ter agredido a ex-namorada, o arqueiro teve o seu contrato rescindido por justa causa pelo clube de Santa Catarina.

A comunicação ao goleiro foi feita nesta sexta-feira pela Chapecoense.  Seu contrato tinha duração até o final do ano, mas ele foi informado por telefone do seu desligamento.

O goleiro de 35 anos foi acusado de agredir sua ex-noiva, em Montes Claros na semana passada.